Solidariedade: Sindicato organiza arrecadação para vítimas de enchentes

Pelo menos 650 pessoas vivem hoje em alojamentos de São Bernardo depois que tiveram suas casas interditadas por causa das chuvas dos últimos dias.

Este é o motivo que levou o Sindicato a organizar uma nova arrecadação de alimentos, roupas e, principalmente, material de higiene pessoal.

No Centro Padre Léo Comissari, na Favela do Oleoduto, estão 104 pessoas removidas de áreas de risco na cidade, do próprio Oleoduto e do Jardim Silvina.

“A maior necessidade é de produtos de higiene pessoal (sabonetes, pastas de dente, fraldas infantis) e material de limpeza”, disse a Irmã Cida, coordenadora da Creche do Centro, a diretores do Sindicato que foram visitar as famílias na semana passada. O Centro precisa também de colchões.

As doações podem ser entregues a diretores, membros dos Comitês Sindicais, das Comissões de Fábrica ou na Sede e Regionais do Sindicato.