Troller: Ceará ainda negocia venda de fábrica de jipes

A Troller se foi e com ela 400 empregos em Horizonte, interior do Ceará, onde agora o governo do estado ainda negocia as instalações que um dia foram do maior produtor de jipes do país. Um ano após o encerramento das atividades da Troller que, assim como outras duas fábricas da Ford no Brasil, o que restou da marca cearense continua em busca de um novo dono.

Em Fortaleza, o governo ainda procura interessados em explorar a área e mesmo atuar como fabricante de veículos no estado, com as conversas sendo feitas com Toyota e BYD, além da fabricante chinesa de ônibus Higer Bus. Após a decisão de Detroit de acabar com as operações fabris no país após mais de um século, a Ford arrastou a Troller para um processo de venda que não deu em nada e resultou, como esperado, no encerramento da marca.

A Ford não quis vender a marca e nem os projetos da mesma, associados com a empresa, numa ação bem diferente do que havia feito no passado com marcas como Volvo, Land Rover, Jaguar, Aston Martin, entre outras. Maia Júnior, secretário do Desenvolvimento Econômico do Ceará, comentou sobre as negociações atuais: “Nós entregamos para a BYD um projeto em janeiro. Eles colocaram claramente que, primeiramente, iriam inaugurar uma rede de distribuição para formar mercado no Brasil”.

O secretário comentou que recentemente essa distribuidora foi inaugurada com apoio de um grupo de empresários locais. Maia Júnior também falou sobre a Toyota, cuja negociação envolveria um centro de distribuição de peças no estado e até, se o negócio evoluir, numa fábrica de veículos elétricos. Nesse caso, seria um investimento maior em uma montadora de carros elétricos, porém, Maia não deu mais detalhes.

Do Diário do Nordeste