Uber se une a montadoras para projetar carros elétricos mais baratos

Plataforma também pretende ter veículos com velocidades máximas menores e modelos de duas ou três rodas para entregas

O CEO da Uber, Dara Khosrowshahi, anunciou que a empresa se uniu a montadoras para projetar carros elétricos mais baratos e sob medida para o transporte de passageiros e entregas de produtos. As fabricantes que a empresa trabalha ainda estão sob sigilo. A plataforma pretende ter carros com velocidades máximas menores e com assentos onde os passageiros possam ficar de frente um para o outro.

“Acho que as velocidades máximas, por exemplo, que muitos carros têm, não são necessárias para a condução urbana associada ao compartilhamento de viagens. Isso pode reduzir as especificações e, se você reduzir as especificações, pode reduzir o custo final”, disse o executivo ao participar de um evento do “Wall Street Journal”.

Para a categoria de entregas, Khosrowshahi adiantou que a Uber considera veículos menores com duas ou três rodas e espaço no porta-malas. De acordo com o CEO, esses veículos podem passar pelo trânsito com mais agilidade, além de poluir menos.

O anúncio da Uber ocorre em meio ao estabelecimento de prazos para que as empresas de transporte por app abandonem os combustíveis fósseis. A plataforma tem suas próprias metas de eletrificação, que variam de 2025 a 2030. Um dos embates é justamente o preço dos veículos elétricos, que, no caso do Brasil, por exemplo, dificilmente custam menos de R$ 150 mil.

Do Automotive Business