Uma homenagem aos professores em tempos difíceis de pandemia

Foto: Divulgação

Ontem se comemorou o Dia do Professor. Exercer a função de educador tem sido uma tarefa difícil em nosso país dado o descaso que a educação pública tem sofrido. A educação de qualidade e universal é um dos aspectos fundamentais na promoção do desenvolvimento social e da democracia das nações.

Um dos elementos fundamentais de uma política de educação inclusiva e emancipatória é a valorização do professor, proporcionando-lhe condições dignas de trabalho do ponto de vista humano e material.

Esse quadro de desmonte da educação pública tem se agravado com a adoção das políticas neoliberais que reduzem os gastos com a educação com forte impacto sobre a qualidade do ensino, que aumenta a desigualdade social, limita o exercício da cidadania e compromete o futuro da democracia.

A eclosão da crise epidêmica veio agravar ainda mais a situação de precarização do trabalho dos professores em todo o país. A desigualdade social que excluiu parte dos alunos ao acesso às aulas remotas caiu nos ombros das famílias e dos professores. Os professores precisaram se capacitar, em pouco tempo, para ministrar as aulas remotas e, além disso, passaram a auxiliar os alunos com dificuldade após o período das aulas e tem ficado à disposição dos familiares muito além do horário de trabalho. 

Todos nós fomos marcados fortemente pelo convívio com os professores e valorizamos o papel que eles tiveram para a nossa formação humana e cidadã. A valorização profissional e social do professor e a luta por uma educação pública, inclusiva e transformadora são tarefas essenciais para a sociedade brasileira de longa data.

Comente este artigo. Envie um e-mail para [email protected]
Departamento de Formação