Violência contra a mulher: A solução é denunciar

Dentro do programa do governo federal de implementar as políticas voltadas às mulheres, nossa região está tendo neste ano o aparelhamento das quatro Delegacias de Defesa da Mulher, além da construção de uma nova Casa Abrigo destinada às mulheres vítimas de violência doméstica ou em situação de risco.

O programa é desenvolvido com base no Plano Nacional de Políticas para as Mulheres e reúne 200 ações que visam atender às necessidades práticas do cotidiano das mulheres.

O plano tem estratégias de atuação que objetivam a igualdade no mundo do trabalho, cidadania, educação, inclusão social, saúde das mulheres, enfrentamento à violência e direitos sociais e reprodutivos.

A nova Casa Abrigo vai funcionar em Diadema e será inaugurada ainda este ano.

“À medida que desenvolvemos políticas públicas e divulgamos nossas ações, aumentam as denúncias e os atendimentos”, disse a coordenadora da Casa Beth Lobo, Maria de Lourdes Ventura de Oliveira.

Desde março, a Casa Beth Lobo, junto com a Assessoria de Promoção da Igualdade Racial, onde desenvolve trabalho na periferia de Diadema voltado às ações preventivas de gênero e raça.

Nele, são realizadas oficinas e debates sobre violência doméstica, masculinidade e igualdade racial.

A partir desse trabalho o número de denúncias aumentaram. Em agosto foram registrados 34 novas denúncias de violência doméstica, número que Lourdes Ventura considera alto se comparado com os outros meses.

Ela lembra que a denúncia é a melhor forma de enfrentar o problema. “Com o conhecimento das ações e das políticas públicas, as mulheres se sentem mais seguras para fazer a denúncia”, conclui.

Brechó

Sensibilizado com esta situação, o Coletivo de Mulheres Metalúrgicas do ABC vai debater a realização de um brechó para arrecadar fundos às mulheres vítimas de violência.

O coletivo se reúne todas as terceiras segundas-feiras de cada mês, a partir das 18h. Em outubro, o encontro será no dia 17, na Sede do Sindicato, em São Bernardo.  Contamos com a presença de todos para idéias, sugestões e contribuições.

Fale conosco
Email: [email protected]
Telefone: (11) 4218-4200, ramal 4238

Entidades de assistência à mulher no ABC

Delegacia de Direitos da Mulher
Santo André: (11) 4438-4032
São Bernardo: (11) 4368-2032 e (11) 4368-9980
Mauá: (11) 4514-1595 e (11) 4514-1706
Diadema: (11) 4048-1904 e (11) 4048-1086

Centro de Atenção à Saúde da Mulher
São Bernardo: (11) 4335-3214, (11) 4177-3858 e (11) 4332-8513, ramal 24

Casa Beth Lobo
Diadema: (11) 4056-3322

Programa de Orientação à Mulher
Mauá: (11) 4555-1999

Programa de Atendimento a Situação de Violência
Ribeirão Pires: (11) 4828-3000

Programa Vem Maria
Santo André: (11) 4992-2936 e (11) 4433-0183.