Volvo anuncia R$ 5,7 bilhões em melhorias para fábrica sueca produzir elétricos

Grande novidade é a introdução da técnica de mega casting

A Volvo anunciou hoje que vai investir 10 bilhões de coroas suecas (R$ 5,7 bilhões) na sua fábrica de Torslanda, na Suécia, ao longo dos próximos anos. O objetivo é melhorá-la e capacitá-la para produzir as próximas gerações de carros elétricos da companhia. Os investimentos serão voltados à introdução de mega casting em alumínio na linha de produção, uma nova linha de montagem de baterias e a completa reformulação dos setores de pintura e montagem.

“Mega casting” é um termo novo usado para descrever uma técnica em que várias partes avulsas da carroceria são substituídas por uma única grande peça moldada em alumínio. Segundo a montadora, a introdução do “mega casting” é a iniciativa mais significativa do pacote, uma vez que traz benefícios de performance e de sustentabilidade. Isso porque moldar parte do carro em alumínio reduz seu peso, o que melhora a eficiência energética do veículo e aumenta sua autonomia.

A técnica ainda rende um uso melhor da área disponível, permitindo mais espaço na cabine e no porta-malas. Outra vantagem é o custo de produção, uma vez que a moldagem de uma peça única diminui a complexidade da manufatura e permite economia em materiais e em logística.

A parte de montagem será reformulada para facilitar o encaixe das partes superior e inferior dos modelos, enquanto a linha de montagem de baterias servirá para integrar os pacotes de baterias aos pisos dos veículos. Ainda haverá investimentos em outras partes da planta, como na área de logística e nos espaços dedicados aos funcionários, como escritórios e áreas de lazer.

Do Automotive Business